Camila Fontes logo

O que muda na alimentação após o primeiro ano de vida?

Aos 12 meses a criança já está comendo a comida da família, já passou pela introdução alimentar e provavelmente estará fazendo todas as refeições sólidas (café da manhã, almoço, jantar e lanches) com evolução da consistência dessa comida para pedacinhos um pouco maiores do que antes. 

Então após 1 ano de idade, é hora de introduzir novos alimentos, novas texturas, cores, preparos. 

Alguns alimentos ainda devem ser evitados, principalmente se tiver histórico de alergias, sensibilidade ou intolerância a algum deles na família, como: 

  • açúcar 
  • amendoim 
  • café 
  • conservas (piclesazeitonas, champignon) 
  • frutos do mar (camarão, lagostas, caranguejos, siris) 
  • condimentos muito fortes (pimenta, curry) 
  • embutidos, processados (linguiça, salame, salsicha, peito de peru, presunto) 
  • farinhas refinadas 
  • alimentos prontos e processados
     

Pode-se nesta fase oferecer pães, bolos, macarrão (com moderação), desde que sejam integrais e com farinhas mais nutritivas, como a aveia e sem deixar de oferecer em maior quantidade, os vegetais.

É interessante que não complemente as refeições principais com iogurte ou leite para não prejudicar a absorção de outros nutrientes.

É hora de encorajar a criança a ter autonomia, escolher alguns alimentos no prato (entre opções saudáveis, claro), comer “sozinho” com talheres. 

Para garantir a alimentação adequada nessa fase é importante que haja acompanhamento de um nutricionista materno infantil para que seja ofertada uma alimentação balanceada e que supra todas as necessidades dessa criança. 

 

Tem dúvidas? Quer mais informações?  

Gostaria de sugerir um assunto para os próximos textos? Deixe seu comentário. Gostou do texto? Compartilhe.  

Baixe nosso e-book de receitas deliciosas gratuitamente para uma vida mais saudável!

Veja outros artigos

Vamos conversar?

Ficou com alguma dúvida, ou deseja marcar uma consulta?
Entre em contato